Tomada de Consciência

6 06America/Sao_Paulo agosto 06America/Sao_Paulo 2019 0 comments Jayadvaita Categories ArtigosTags , , , , , , , , , ,

Instruções do Yoga

Depois de tratarmos sobre o início da jornada, aqui trataremos brevemente sobre a tomada de consciência necessária para que o progresso em yoga possa ocorrer efetivamente. Estamos freqüentemente conscientes, mas não conscientes de tal postura, isto é, autoconsciente. Este é um passo decisivo para que a mudança que aspiramos no yoga.

Quando assumimos o compromisso de focar a atenção no fluxo respiratório, abre-se um novo campo de percepção para a consciência.

Nossa consciência está entorpecida por impressões e sensações que pouco tem de relação com a realidade. O fato de exercitar a atenção respiratória por alguns minutos durante o dia, abrirá um novo espaço de percepção para a consciência.

Esta percepção será nitidamente entendida na distinção entre passado e futuro, ou seja uma visão mais clara do tempo.

Se continuarmos o processo de atenção respiratória por mais dias notaremos que o único fator temporal que permanece atrelado a realidade é o momento presente.

Devido a esta condição imposta pela realidade temporal podemos conciliar a atenção respiratória e o foco no instante em que se realiza a própria respiração consciente para uma nova tomada de consciência.

Temos assim as duas bases para uma transformação de consciência: A consciência respiratória e o foco da atenção no momento presente. Usar a respiração como instrumento para a tomada de consciência é um fator essencial no processo e, ao mesmo tempo simples.

E este será o nosso segundo exercício com base nas instruções do yoga.

Aproveite e ouça nosso o episódio deste artigo em nosso novo Podcast. Se preferir, pode nos acompanhar pelo Spotfy ou pelo Google Podcast.